GESTÃO DE MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS

46

 

A única certeza é de que tudo muda o tempo todo

As organizações têm passado por transformações constantes em seu ambiente de negócios. A mudança já é considerada parte da rotina, uma característica permanente e inerente à gestão. Disparadores de mudanças, tais como a entrada de novas tecnologias, revisão de processos, crises, fusões e reestruturações organizacionais, são cada vez mais intensos.

Na maioria dos casos, os investimentos em projetos dessa natureza são direcionados para a solução a ser implantada, acreditando-se que, por si só, ela produzirá os resultados esperados e que, quando uma solução se mostra relevante e lógica, a adesão das pessoas é uma consequência natural.

A experiência mostra que vários fatores interferem no nível de interesse e adesão das pessoas a novos processos, procedimentos, ferramentas, valores e modelos de gestão, e que estes fatores são gerenciáveis. A Strategy acredita que a atuação com Gestão de Mudanças Organizacionais aumenta as chances de sucesso e traz inúmeros benefícios, entre eles:

  • Prontidão para a mudança;
  • Alinhamento e comprometimento das lideranças;
  • Sensibilização, mobilização e comprometimento das equipes;
  • Mitigação dos impactos da transformação organizacional;
  • Redução das resistências;
  • Cumprimento de orçamento e cronograma previstos;
  • Alcance mais rápido dos resultados desejados.

O que é Gestão de Mudanças

Consiste em um processo estruturado, em que se aplicam atividades e ferramentas para a condução dos aspectos humanos da mudança, a fim de alcançar os objetivos de negócios mais rapidamente, com alto nível de engajamento e performance, e dentro do orçamento previsto.

Os três elementos transformadores

A mudança organizacional deve ser tratada como um processo planejado, guiado pela gestão, e destinado a conduzir a organização de um estado atual “A” para um estado futuro desejado “B”.

47

Segundo a Metodologia Strategy, para que haja a transformação organizacional, é necessária a participação efetiva de três elementos: Racional, Emocional e Transformação.

48

A primeira fração do gráfico (Racional) é formada pelos profissionais técnicos: equipe de gerenciamento de projetos, PMO e profissionais de áreas técnicas. Eles desenham as tarefas e gerenciam recursos, a fim de implementar o projeto dentro do prazo e orçamento estipulados.

A segunda fração do gráfico (Emocional) compreende o time de gestão de mudanças, com foco no aspecto humano da mudança. Ela representa as ações tomadas pela organização para apoiar a transição dos funcionários do estado atual para o estado futuro desejado.

A terceira fração do gráfico (Transformação) representa a liderança e o patrocínio. São os líderes que participam da formulação da estratégia, direcionam a organização e definem as alterações necessárias. Os líderes são os responsáveis pelo sucesso da mudança. São eles quem legitimam a mudança e dão suporte para as decisões fundamentais, além de demonstrarem comportamentos engajadores e motivadores.

O que você pode esperar sem atuar com Gestão de Mudanças

  • Baixa produtividade;
  • Resistência passiva;
  • Resistência ativa;
  • Saída da empresa de empregados valiosos;
  • Desinteresse no estado atual ou futuro;
  • Questionamentos sobre a necessidade de mudança;
  • Mudanças implementadas parcialmente;
  • Pessoas encontrando soluções alternativas;
  • Pessoas revertendo seu “mind set” para a velha maneira de fazer as coisas.

 

© 2012- STRATEGY CONSULTING - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.   DESENVOLVIDO POR